Quantcast
Channel: CARAS
Viewing all articles
Browse latest Browse all 3622

'Como Vencer na Vida Sem Fazer Força' tem sessão especial para convidados

0
0

Atualizada às 4h10

Estreante em musicais, Luiz Fernando Guimarães (63) mostrou que sabe cantar e dançar, além de representar e fazer muito bem o humor na estreia para convidados do musical Como Vencer na Vida sem Fazer Força, que aconteceu nesta segunda-feira, 11, no Rio de Janeiro. Para o diretor Cláudio Botelho, que dirige a peça na parceria de sucesso com Charles Moeller, o ator só tem a acrescentar à comédia.

Sou muito suspeito, achei uma boa reação do público, muito legal, feliz. Não só essa estreia de hoje, como as três sessões do final de semana, já estreamos lotados. Espero que as pessoas fiquem rindo durante quatro meses aqui no Teatro Oi Casa Grande, porque é uma comédia e está funcionando muito com esses gênios de comédia do elenco”, comemorou o diretor Cláudio Botelho após a sessão.

O musical da Broadway é inspirado no livro homônimo de Shepherd Mead, que faz uma crítica aos manuais de autoajuda, surgidos nos anos 50, que dominam as prateleiras de mais vendidos até hoje. Na trama, J. Pierrepont Finch (Gregório Duvivier) segue um manual de como vencer na vida sem fazer força, com mentiras e bajulações das pessoas certas, para conseguir um bom cargo na grande empresa de J.B. Biggley. Lá, ele acaba se apaixonando pela doce secretária Rosemary (Letícia Colin - 23).

A gente não traz nada da Broadway, o espetáculo é dirigido aqui, então você compra e faz a peça. É uma criação, tudo aqui é novo. Vamos fazer ‘Morfeu’ agora, do Vinicius e do Tom, pra fora. A gente só faz o que a gente gosta”, disse Botelho.

Desafios de palco

Por mais preguiçoso que seja, o personagem J. Pierrepont Finch, que busca uma maneira fácil de crescer na vida, rendeu muitas dificuldades em sua construção para Gregório Duvivier. Empenhado, o ator tomou aulas de canto e dança para encarar os números da peça, que é costurada por seu personagem. Tudo foi difícil, as músicas são muito difíceis, são melodias tortuosas de jazz, que não são fáceis de pegar. São muitas dificuldades, meu personagem costura a peça, então tem que ter muita noção dessa dramaturgia. Fiz aula de canto durante muito tempo, com o Mena Rubim, e fiz aula de dança com o Alan Rezende, o assistente de coreografia da peça, que dois meses antes ficou me preparando para estar apto a pegar essas loucuras”, revelou.

Com experiências anteriores em musicais, Letícia Colin também falou de sua preparação: "Fiz aula de canto duas vezes por semana, ganhei uma resistência vocal para aguentar a temporada, os ensaios. Antigamente, ficava rouca, agora isso acontece cada vez menos. É uma loucura fazer musical, exige muito da seu corpo e voz de um jeito que normalmente não acontece"

Já Luiz Fernando Guimarães (63) comentou sua estreia em musicais, atento às ressalvas: "Sempre me preparei fisicamente, mas aqui é muito diferente, porque você canta, dança, representa.Canto do meu jeito e danço naquilo que consigo, dentro das minhas possibilidades, não tenho grandes pretensões", considerou.


Viewing all articles
Browse latest Browse all 3622